Por: Rafael Verch | 4 anos atrás

Há sempre uma canção para contar aquela velha história de um desejo”. Parafraseando o cantor e compositor Tom Jobim, há sim sempre uma canção para contar uma história, um desejo, uma vontade ou um momento. E ele, Tom Jobim, fazia com maestria o registro musical destes sentimentos. Suas músicas marcaram gerações e continuam fazendo sucesso, mesmo passados 20 anos de sua morte.

Inspirado na canção “Fotografia”, do trecho citado acima, o escritor e cronista do jornal O Correio do Povo Carlos Henrique Schroeder escreveu um conto para uma coletânea especial em homenagem ao compositor brasileiro. O livro “Vou te contar – 20 histórias ao som de Tom Jobim” será lançado na próxima segunda-feira (8), quando completam 20 anos da morte do músico, na Livraria Botafogo no Rio de Janeiro. A obra leva o selo da editora Rocco e foi organizada pela tradutora e escritora carioca Celina Portocarrero, como um marco pelos 20 anos sem Jobim.

Schroeder conta que recebeu o convite de Celina Portocarrero e aceitou prontamente. “Fiquei muito feliz com a proposta e por poder homenagear ele que é um grande nome da música brasileira. Participar dessa homenagem é participar da história de Tom Jobim”, enfatiza. O conto “Fotografia” foi escrito especialmente para o livro, que conta com a participação de vinte autores de onze estados brasileiros. Todos os contos tramitam entre as principais obras do compositor, maestro, pianista, cantor, arranjador e violonista.

“Para mim, as artes têm que se integrar e estar em sintonia, por isso música e literatura combinam tanto. Já escrevi outros contos baseados em músicas e agora tive a oportunidade de prestar essa homenagem ao Tom Jobim”, explica.

Tom Jobim participou de mais de 50 discos e é considerado o maior expoente da música popular brasileira e um dos criadores da bossa nova. Ele nasceu em 25 de janeiro de 1927, no Rio de Janeiro e morreu em 8 de dezembro de 1994, em Nova York.

Conto escrito por Carlos Henrique Schroeder faz parte de coletânea que celebra o maior expoente brasileiro da música, que morreu há quase 20 anos (Foto: Lúcio Sassi/Arquivo)

Conto escrito por Carlos Henrique Schroeder faz parte de coletânea que celebra o maior expoente brasileiro da música, que morreu há quase 20 anos (Foto: Lúcio Sassi/Arquivo)