Por: Patricia Moraes | 1 semana atrás

Seguindo decisão do Tribunal de Justiça (TJ) do Estado, a juíza Candida Brugnoli determinou a liberação do saldo de R$ 1,7 milhão do Fundo Municipal de Cultura, que estava bloqueado desde abril deste ano, quando a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou um projeto de lei que extinguiu o instrumento e outro que autorizava o uso da verba para outras finalidades que não o edital de fomento ao setor. Seguindo a decisão do TJ, o recurso poderá ser destinado para qualquer atividade, desde que restrita à cultura.

A secretária de Esporte, Cultural e Lazer da Prefeitura, Natália Petry, deve sentar com o prefeito Antídio Lunelli (PMDB) após a Schützenfest para definir os detalhes acerca dos investimentos. A intenção é que o montante seja aplicado em alguns projetos, entre eles o lançamento de um edital para restauração de bens tombados, principalmente os que já tiveram a reforma iniciada por meio de recurso do fundo.

Outro edital deve ser lançado no início do próximo ano para atividades de fomento. Antes disso, uma comissão interna levanta dados sobre a prestação de contas das atividades realizadas pela modalidade desde 2013. Quem estiver irregular não poderá participar. A novidade deve ficar por conta do lançamento de um edital para o bolsa técnico cultural, aos moldes do que acontece no esporte. Natália diz que a ausência de grupos das escolas municipais no Festival de Dança de Jaraguá do Sul deixou ainda mais evidente a necessidade de se levar para as escolas da rede atividades artísticas.

LEIA MAIS:

Promotor explica que extinção do Fundo Municipal de Cultura vai contra a Lei Orgânica do Município

Justiça determina bloqueio de recursos do extinto Fundo Municipal de Cultura

Justiça nega parcialmente pedido de desbloqueio dos recursos do Fundo Municipal de Cultura

Prefeitura consegue desbloqueio de recursos do extinto Fundo Municipal de Cultura

—-

Rede de apoio

Coordenador regional do PP do Vale do Itapocu, o ex-prefeito Dieter Janssen comandou encontro dos vereadores dos sete municípios da região na manhã do último sábado. O grupo falou de política, cenários para 2018 e atuação nas mídias sociais. Dieter é pré-candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa e tem ouvido muitas lideranças sobre os pleitos da região | Foto Arquivo/OCP

Pauta da Câmara

Secretário de Obras, Onésimo Sell (PMDB), participa da sessão plenária da Câmara na noite desta terça-feira (14). Vai falar sobre o serviço de coleta de lixo em Jaraguá do Sul, atendendo à solicitação do vereador Arlindo Rincos (PSD). Entre os temas, deve confirmar que o governo municipal tem intenção de retomar o programa Saco Verde a partir de 2018 para tentar conter a queda no índice de reciclagem.

—-

LEIA MAIS:

Vereadores e recicladores jaraguaenses buscam alternativas para a volta do saco verde

De quem é esse lixo? Sacos verdes devem voltar ano que vem. Gestão será privatizada em 2019

—-

Caropreso apoia Bauer

Durante a convenção do PSDB realizada no último sábado (11), em São José, na Grande Florianópolis, quando Marcos Vieira foi reconduzido à presidência, o deputado estadual licenciado e secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, selou seu apoio à pré-candidatura do senador Paulo Bauer ao governo do Estado. Além do apoio a Bauer, Caropreso também defendeu a pré-candidatura do prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, ao Senado.

Inovação e economia
premiará servidores

Já está na Câmara de Vereadores de Guaramirim projeto de lei que cria um concurso entre os servidores da Prefeitura. As três propostas selecionadas por uma comissão especial, com a temática Inovação e Economia na Máquina Pública, dividirão R$ 5 mil. Segundo o prefeito Luís Antônio Chiodini (PP), as propostas precisam ser inovadoras mesmo, não podem ser importadas de outras Prefeituras.

Reação à retirada
de estacionamento

Notícia publicada pelo OCP sobre projeto da Prefeitura de Guaramirim de revitalizar a área central e retirar cerca de 50 vagas de estacionamento do calçadão para dar espaço a ciclovias e privilegiar pedestres teve reação. Um abaixo-assinado começou a circular entre os comerciantes. Esse tipo de reação é esperado, mas há que se dizer que ninguém faz compras de carro.

Alimentação nas escolas

A Secretaria de Educação de Jaraguá do Sul está com dois processos abertos para compra de alimentos para merenda escolar. O primeiro pregão prevê um investimento de R$ 2,6 milhões para compra de diversos gêneros alimentícios, como arroz, feijão, leite, carne e bolachas. O outro processo é uma chamada pública voltado aos produtores da agricultura familiar. São R$ 902 mil para aquisição de frutas, verduras, mel, melado e iogurte, entre outros. O fornecimento tanto do pregão quanto da chamada pública é para seis meses e envolve a alimentação e cerca de 20 mil estudantes.

18 anos de Proerd

Está marcada para o dia 23, na Câmara de Jaraguá do Sul, uma sessão solene em homenagem aos 18 anos de Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A iniciativa é do vereador Marcelindo Grunner (PTB).