Por: OCP Online | 1 semana atrás

Membros dos serviços de Saúde Mental de Jaraguá do Sul participaram na semana passada de dois encontros. O primeiro aconteceu na quinta-feira (30), no Parque Malwee, e envolveu cerca de cem pessoas. Fizeram parte do encontro, além dos membros de Jaraguá, usuários de Pomerode, Blumenau e Indaial, além das associações de usuários, familiares e amigos desses municípios. Também se fizeram presentes representantes da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP-Furb), que apoia as associações já existentes e estimula a formação de novas organizações.

O objetivo foi promover um espaço de encontro para troca de experiência, afeto e lazer nas dependências do Parque Malwee. O encontro foi um dos resultados do trabalho que vem acontecendo desde 2016 para a implantação da Associação dos Usuários, Familiares e Amigos dos Serviços de Saúde Mental de Jaraguá do Sul – LivreMente. A associação é uma entidade sem fins econômicos, de direito privado, com o objetivo de garantir os direitos das pessoas com sofrimento psíquico, colaborando com o processo de reabilitação psicossocial, com intuito de promover cidadania, saúde e inclusão social, gerando trabalho e renda pautados nas diretrizes da economia solidária.

Passeio a Balneário Piçarras

No dia 1º de dezembro o Centro de Atenção Psicossocial II (Caps II), que atende pessoas com sofrimento psíquico grave e persistente, promoveu um passeio a Balneário Piçarras envolvendo 35 trabalhadores e usuários. Eles tiveram um dia diferente da rotina, com momentos de lazer, descontração e fortalecimento de vínculos, visando a reabilitação psicossocial.

Passeio a Balneário Piçarras | Foto PMJS/Divulgação OCP

“Em momentos como estes podemos perceber a potência da atenção psicossocial, suas possibilidades e desafios para o protagonismo de pessoas historicamente marginalizadas pela nossa sociedade”, opinou a coordenadora da Saúde Mental de Jaraguá do Sul, Denise Thum. A reabilitação psicossocial é uma estratégia que busca promover aos sujeitos autonomia, restituição de direitos, busca do exercício pleno da cidadania e deve permear diariamente o trabalhos dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps).

*Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul