Por: Natália Trentini | 12/02/2018

Santa Catarina teve um crescimento de 21% no número de focos de Aedes aegypti encontrados entre dezembro e janeiro, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram mais de 2 mil focos em 91 municípios – desses, 64 são considerados infestados.

Em Jaraguá do Sul, desde janeiro foram seis notificações, duas delas na última semana, no bairro Ilha da Figueira. O governo do Estado teve reunião com o Ministério da Saúde, na última quinta-feira (8), justamente para discutir ações de combate ao mosquito – transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Uma grande ação midiática será colocada em prática, reforçando os métodos de prevenção e conscientização para a não proliferação do inseto. A intenção também é intensificar as ações das agentes de saúde comunitárias e junto às escolas, inserindo esta conscientização no plano pedagógico.