Por: Lucas Pavin | 14/02/2018

Figueirense, Chapecoense, Internacional, Grêmio, Juventude, Cruzeiro, Fluminense e Vasco. Estes tradicionais clubes, de diferentes regiões do Brasil, já receberam nos últimos anos atletas da Escolinha Xoxo 10, de Jaraguá do Sul, que chamaram atenção pelo talento apresentado em campo. Agora, chegou a vez do Avaí captar uma futura promessa do município para integrar suas categorias de base. Trata-se de Cauã Gabriel Drapizinski, de 12 anos, que dará seu primeiro grande salto na carreira ao fazer parte da equipe Sub-15 do Leão da Ilha.

Quer receber as notícias do OCP Online pelo whatsApp? Basta clicar aqui

A ida do jaraguaense foi decretada na semana passada, mas a ligação entre o jovem jogador e o clube da capital vem desde 2015. Quando ainda treinava na Escolinha do Flamengo, Cauã foi chamado para testes na Ressacada e acabou sendo aprovado após uma bateria de exames. Mas vindo de uma família humilde e sem poder contar com o suporte do Avaí no quesito hospedagem, já que o clube não aloja meninos com idade inferior a 14 anos, ele retornou à Jaraguá e passou a treinar no polo do Estrada Nova da Xoxo 10, alternando participações em campeonatos pelo Leão.

Porém, no início desta temporada, os profissionais do Avaí solicitaram sua ida definitiva a capital para dar sequência ao processo de lapidação através da rotina diária de treinos com os demais companheiros da equipe. Foi então, que a família de Cauã achou uma saída para sacramentar a transferência da jovem promessa para um dos principais clubes catarinenses.  “O Cauã chegou numa idade que tem que definir se fica ou não no clube. Ele quis ficar e conseguimos alugar um apartamento com outros três meninos, que vão ser cuidados por uma mulher. Mesmo com as preocupações de pais, apoiamos a ida dele para lá, já que nesse meio não dá para segurá-lo por muito tempo. Agora é esperar e torcer para que tudo dê certo, mas ficamos muito felizes com essa oportunidade”, disse Antônio Pereira da Silva, pai de Cauã.

Prestes a completar 13 anos, o jaraguaense fez na tarde de sábado (10) seu último treino na Escolinha Xoxo 10, antes da apresentação no Avaí que aconteceu na manhã de segunda-feira (12). Segundo Cauã, o empenho nos treinos e competições podem ter sido os principais motivos para o Leão da Ilha apostar no seu futebol. “A felicidade é enorme em poder estar no Avaí. Me dediquei muito nos testes e até passei mal pela rotina intensa de treinos e jogos. Quero muito ser um jogador profissional e tento mostrar isso todos os dias. É muito legal poder jogar pelo Avaí e espero ser muito feliz lá”, destacou o atleta que é volante de origem, mas foi contratado como zagueiro pelo time da capital.