Por: Agenda Cultural | Heloísa Jahn | 1 semana atrás

O dramaturgo e cineasta Ingmar Bergman têm uma mostra em sua homenagem nesta semana no Sesc de Jaraguá do Sul. Autor de mais de 40 obras cinematográficas, Bergman é conhecido por ter produzido filmes centrados nas temáticas como ausência de Deus, falência das relações afetivas e os “demônios internos” de seus personagens. A Mostra no Sesc abriu nesta segunda-feira (13) com a exibição de “Morangos Silvestres”. Ao longo da semana, sempre um por dia às 20 horas, serão apresentados “O sétimo selo”, “Persona” e “Sonata de Outono”. A entrada é gratuita.

Programação: 

Nesta terça-feira (14), às 20h – O Sétimo Selo

Sinopse: No século 14, depois de dez anos de luta nas Cruzadas, o cavaleiro sueco Antonius Blok volta a seu país e o encontra assolado pela Peste Negra. A Morte surge diante do cavaleiro e quer levá-lo consigo. Este pede um adiantamento da pena, durante o qual jogará uma partida de xadrez com a Morte. Classificação: 12 anos.

Na quarta-feira (15), às 20h – Persona

Sinopse: Uma atriz teatral de sucesso sofre uma crise emocional e emudece. Para se recuperar, parte para uma casa de campo, sob os cuidados de uma enfermeira, que a admira e tenta compreender a razão de seu silêncio. Isoladas, as duas mulheres desenvolvem uma relação de forte intensidade emocional. Classificação: 18 anos.

Quinta-feira (16), às 20h – Sonata de Outono

Sinopse: Uma pianista visita a filha, no interior da Noruega. Enquanto a mãe é uma artista de renome internacional, a filha é tímida e deprimida. Esse encontro tenso, marcado por lembranças do passado, revela uma relação repleta de rancor, ressentimentos e cobranças. Classificação: 14 anos

EXPOSIÇÃO “AFRICANIDADES” 

Teve início nesta segunda-feira (13) a semana da Consciência Negra em Jaraguá do Sul. A iniciativa abriu com a exposição “Africanidades”, que pode ser vista no Museu Emílio da Silva, e tem como intuito celebrar o Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro – data da morte de Zumbi dos Palmares em 1695. A exposição, voltada ao público infantil, é resultado do trabalho realizada pela pedagoga Cleonice Lorencini com os estudantes do curso de magistério da Escola de Educação Básica Heleodoro Borges, e mostra as bonecas abayomi – símbolo de resistência, tradição e poder feminino, confeccionadas por mães escravas e que serviam como amuleto para as crianças – e a vovó Mafalda, personagem criada pela professora. A visitação pode ser feita gratuitamente das 7h30 às 11h30 e das 13 às 16h30 durante a semana e aos sábados das 9 horas ao meio dia.

2º SIDE BY SIDE 

Bayside Kings, Hauser, Speech e Chachá Klitzke comandam o som na sexta-feira (17) na 2ª edição do Side by Side. O evento rola a partir das 18 horas na Alcateia Colab e a entrada antecipada custa R$ 10 – na hora passa para R$ 15. Os ingressos podem ser comprados na Container Rock Wear, com integrantes da Hauser ou na Mos/k ind.