Por: Rafael Verch | 5 anos atrás

Na sexta-feira à noite Jaraguá do Sul obteve a assinatura que faltava para que o projeto de construção do Centro de Inovação projetado pelo Governo do Estado saia do papel. O deputado federal Paulo Bornhausen, que licenciou-se do cargo de secretário estadual de Desenvolvimento Sustentado, cumpriu a agenda durante a palestra do presidente do Grupo Abril no teatro da SCAR, entregando pessoalmente ao prefeito Dieter Janssen, ao presidente do Instituto Jourdan Benyamin Parham Fard e ao diretor de Desenvolvimento Econômico, Márcio Manoel da Silveira, o documento que oficializa o empreendimento. Jaraguá foi a última cidade a habilitar-se para receber uma das 12 unidades previstas e a primeira a ter o projeto oficializado.

Recursos garantidos

De acordo com o presidente do Instituto Jourdan, a transferência dos recursos – cerca de R$ 5,25 milhões – acontece já para a prefeitura, responsável por todo o trâmite de licitação e contratação da obra, que, segundo o projeto, deverá ter 2.200 metros quadrados. “Como todas as licenças e alvarás já foram aprovadas pela Prefeitura e demais órgãos competentes, temos a garantia do prefeito Dieter de que o edital de licitação será lançado até o dia 14 de abril”, adianta Benyamin Fard, acrescentando que o governo estadual estabelece um ano e meio de prazo para que a construção esteja concluída, o que ele estima acontecer até final de 2015. Como contrapartida, o município entra com aproximadamente R$ 424,5 mil do investimento.

Localização estratégica

O Centro de Inovação será construído na Rua Cesare Valentini, s/nº, nos bairros Três Rios do Sul e Rau. A proximidade com o Centro Universitário da Católica de Santa Catarina, Instituto Federal, do Senac, do Instituto Senai de Tecnologia e da Incubadora Jaraguá Tec cria no município um complexo voltado à tecnologia. Benyamin Fard acredita que o projeto favorecerá micro e pequenas empresas para que elas sejam mais produtivas, mais competitivas no mercado não só local, mas em escala estadual e nacional.

Facisc inova Empreender

Criado como forma de estimular a competitividade de micro e pequenas empresas, o programa Empreender ganha uma inovação. A nova plataforma de gestão compartilha informações entre as mais de cinco mil empresas cadastradas. Trata-se de um sistema que reúne em um único ambiente virtual, as experiências dos participantes facilitando o acesso à informação, a troca de ideias e outras ações para o desenvolvimento empresarial.