Por: Rafael Verch | 4 anos atrás

O Jaraguá não teve moleza na abertura da 42ª Taça Brasil de Clubes. Mesmo jogando na Arena Jaraguá, diante de seu torcedor, a equipe comandada por Sergio Lacerda precisou se superar para vencer o Minas, após estar em desvantagem por duas vezes no marcador. No final, 4 a 2 para o maior vencedor da história da competição, com gols de Baranha, Diego, Keko e Dian. William e João Pedro descontaram para os visitantes.

As equipes voltam à quadra nesta quarta-feira, dia 25, pela segunda rodada da competição, ainda na fase de grupos. O Jaraguá (SC) pode antecipar sua classificação à semifinal caso vença o Goiás (GO), às 20h15. O Minas (MG), por sua vez, entra em quadra antes, às 16h45, buscando a recuperação frente ao Atlântico (RS). A Taça Brasil se estende até o próximo sábado, dia 28 de março, na Arena Jaraguá, em Jaraguá do Sul (SC).

O jogo

Com propostas claras de jogo, as equipes buscaram o gol durante toda a etapa inicial. Enquanto o Jaraguá apostava na posse de bola, o Minas levava perigo nos contra-ataques. E foi num deles que William ficou na cara de Baranha, para abrir o placar aos 7:30. Em lance fortuito, os donos da casa chegaram ao empate. Aos 14:14, Baranha chutou da intermediária e Thomaz falhou. A bola entrou mansamente no gol mineiro. E quando parecia que o Jaraguá iria dominar as ações, João Pedro aproveitou um contra golpe para colocar o Minas novamente em vantagem.

O Jaraguá partiu para o ‘tudo ou nada’ na segunda etapa e chegou à igualdade com Diego, aos 5:10. Keko, em jogada típica de pivô, recebeu a bola de costas e finalizou de virada, enfim colocando os jaraguaenses na liderança do placar, aos 8:30. E no último segundo, Dian marcou o quarto gol, sacramentando a virada dos donos da casa.

Repercussão

“Estreia é sempre complicado. O nervosismo de jogar em casa, onde todos querem ‘mostrar serviço’ e às vezes acabam metendo os pés pelas mãos. Mas prevalecemos no segundo tempo, como nosso ataque e movimentação”.

Dian, ala do Jaraguá.

“Tivemos a chance de vencer, oportunidades de ampliar o placar e até mesmo de empatar o jogo após a virada. Mas Taça Brasil é isso. Eles foram eficientes e nós agora vamos para duas finais”.
Pequeno, fixo do Minas.